11.26.2017

Cérebro de cocó (perdão, de mãe)

Há um estudo que diz que o cérebro muda depois de sermos mães. Felizmente para melhor, dizem. Com a maternidade (com a paternidade nada parece mudar, segundo este estudo), o cérebro assume uma configuração que parece traduzir menor ansiedade e mais capacidade de lidar com o stress, assim como uma melhoria da memória.

Quando fui ler, achei, claro, que seria o contrário. Tipo o da imagem:

Imagem BabyCenter

Nos primeiros tempos, pelo menos, sentia-me extremamente burrinha, sem memória, parecia que o só tinha o tico e o teco a funcionarem. Palavra. Felizmente melhora e ficamos uma espécie de Super Mulheres.

Uma vez, estacionei na bomba, fui pagar, entrei no carro e fui-me embora. Sem abastecer. Sim. Contei-vos aqui. Bem, comparado com o que uma pessoa da minha família fez (não vou dizer quem, para não ferir susceptibilidades), foi peanuts. Essa pessoa arrancou com a mangueira da gasolina no depósito. Bonito.

Quero saber: quais os maiores disparates que já fizeram por estarem cheias de sono, cansadas, a gerir mil coisas ao mesmo tempo. Vamos eleger a mais disparatada? Quem tiver mais likes nos comentários no Facebook ganha (uma mão cheia de nada) :)

Façam-nos rir! Boa sorte!

P.S. Lembrei-me de quando a Joana tentou amamentar o pé da Irene. Onde anda esse post que me fez chorar a rir? Vou tentar encontrar.


Sigam-me também aqui: 


a Mãe é que sabe Instagram

28 comentários:

  1. Esqueci me do carrinho do bebe no parque de estacionamento ... ele tinha 3 meses ...calma eu entrei com o baby no carro que ia no ovinho !o meu marido pensou que eu pus o carrinho no porta bagagens e ru pensei que ele ia por!nem um nem outro ...lololol

    ResponderEliminar
  2. Fui à farmácia dei o cartão de cidadão para a porem o contribuinte a senhora deu-me o talão e eu vim embora sem pagar lol só quando cheguei a casa é que me pus a pensar que não me lembrava de ter posto o pin no cartão, fui confirmar à conta e realmente não saiu o donheiro. Não tinha dormido quase nada nessa noite lol

    ResponderEliminar
  3. Tirei a pipoca do carro, metia-no seu carrinho e fomos passear, simples assim! Sem fechar a porta do carro, sem trancar o carro... (também com a porta aberta não havia necessidade de trancar o carro, né?) Quando regressei, ao longe via a porta aberta e já estava a rogar na pele dos “assaltantes”!
    Shame on me!

    ResponderEliminar
  4. Ohhh...eu perguntei onde estava o bebé com ele nos braços 😲😴

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O meu marido também já se saiu com essa, e com cara de pânico. Eu só me ria... Pelos vistos não afeta só nos mulheres xx

      Eliminar
  5. Depois de muita birra e gritos de choro consegui acalmar a miúda, coloquei-a na espreguiçadeira, levei-a comigo para o wc porque precisava muito de tomar um banho quente...
    Abro a torneira para a água aquecer, dispo-me, entro na banheira e fecho os olhos só a sentir a água a cair pela cabeça abaixo quentinha, quando começo a descer as mãos da cara para o corpo assusto-me porque senti que não era a minha pele... estava vestida da parte de cima.
    Ou seja, basicamente só despedi a parte de baixo e nessa altura o meu cerebro desligou ��

    ResponderEliminar
  6. Depois de uma birra gigante eu só queria um banho quente...estava exausta.
    Quando finalmente a minha filha acalmou, levei-a comigo para o wc, coloquei-a na espreguiçadeira para conseguir tomar um duche quentinho.
    Abri a torneira para a água aquecer enquanto me despia...entrei na banheira, fechei os olhos e limitei-me a sentir a água a cair sobre a minha cabeça, ainda de olhos fechados desço as mãos pelo rosto ...pelo corpo... e foi aqui que me assustei...estava vestida da parte de cima.
    Conclusão, o meu cerebro simplesmente desligou-se e só despi metade da roupa. 🤨

    ResponderEliminar
  7. Tem graça nesses contextos mas pensei que quando voltam ao trabalho esquecerem daquilo que acabaram de vós dizer não tem graça nenhuma. Fiquei incapaz de me organizar, no trabalho e em casa, sem recorrer a post its...parece engraçado mas não é. Parece que perdemos a nossa inteligência e capacidade mental. Uma simples ida ao pediatra com post its com valor da febre, horas do benuron, etc...pode ser mais sério que isso.

    ResponderEliminar
  8. Ainda hoje, acontece em dias mais extenuantes:
    Vou ao Take-Away, pago e venho embora sem a comida...
    Normalmente reparo antes de chegar a casa. Pontualmente já aconteceu só reparar em casa quando estou a preparar a mesa para jantarmos...
    Enfim.....
    Uma terapia de sono, não me fazia nada mal :)

    ResponderEliminar
  9. Em dias de trabalho vou sempre tomar café ao mesmo sítio, por norma duas vezes por dia. Um belo dia, peço o café, bebo e, passados uns minutos, levanto-me e venho-me embora. Isto com o café VAZIO. Só reparei quando cheguei ao escritório e tinho a moeda de 1€ na mão, a que ia servir para pagar o café. Só penso como seria se isto acontecesse num café onde eu estivesse a ir a primeira vez. Acho que vinhas a correr atrás de mim.

    P.S. ainda não sou mãe, por isso nem quero imaginar o quanto isto pode piorar

    ResponderEliminar
  10. Mãe de gemeos: primeiras noites, nocaode que temos que atentar a mais que um a todo o instante e medo q se estrafeguem em qlq coisa durante o sono... meio da noite, acordo com choro, luz semi acesa, o pai das crianças com um bebé ao colo, o outro a dormir no berço, cobertores na minha cama tds enrolados ao meio da cama...pergunto: onde está o bebê a chorar? -esta aqui. (Mostra me o q tem ao colo) e eu olho para o berco do q esta ao colo e vejo q esta vazio e panico...e conto alto: um no berco 1, dois no colo, berco 2 vazio....SO DOIS???? ONDE ESTA O BEBE? (Resposta: olha lá, quantos pariste? .. -hum..dois...um, dois. Ah esta certo....)

    ResponderEliminar
  11. Na pastelaria: pagar o meu pão e agarrar no saco de pão de outro cliente; Preparar a lancheira e colocá-la na minha mala em vez de na mala da minha filha. Fazer a sopa dela, separá-la em copinhos AVENT e deixá-los fora do frigorífico toda a noite. E dá-de haver mais, só que...já não me lembro ;)

    ResponderEliminar
  12. Eu pedi um café quando entrei num táxi

    ResponderEliminar
  13. Pagar uma conta de 11 euros com 10 euros (pensei mesmo que a nota encarnada era de 20) e insistir que tinha de ser assim, porque não tinha trocado -o meu problema é que pensei que ia ficar cheia de moedas... A senhora insistia se eu não tinha trocos e eu dizia "não, nao tenho fica assim paciência!"
    A senhora até ia deixar ficar assim tal era a minha insistência, mas ainda reparei a tempo..
    Que vergonha...
    Anónima Catarina

    ResponderEliminar
  14. Deixar a miúda na pré de manhã e dizer "até amanha"...
    Sair do trabalho, fazer o caminho pra ir buscar a miúda à pré, mas como vou a pensar noutra coisa qualquer qd estou a chegar à escola sigo em frente... O que vale é que me lembro logo uns segundos dps. :)
    Quero por coisas a aquece no micro-ondas e coloco no frigorífico. Quero por a roupa na máquina e coloco no fogão...
    Enfim, são tantas...

    ResponderEliminar
  15. A minha filha na cama chama-me e pede um lenço de papel para assoar o nariz. Levei-lhe um copo de água.

    ResponderEliminar
  16. Pedir um ucal de pêssego...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ler este comentário e só perceber a piada à terceira ("qual é o problema de um UCAL de pêssego? Ucal de pêssego... UCAL DE PÊSSEGO!!! AHAHAHAHAHAHA!!!"

      Eliminar
    2. 😂😂😂😂😂

      Eliminar
  17. Embalar o carrinho do super mercado ...tantas vezes!

    ResponderEliminar
  18. Dar o pisca nas curvas :)

    ResponderEliminar
  19. Acho que ganho. Ia mudar a fralda da clara. Peguei em tudo, fui para a casa de banho e pus a fralda a mim própria. Andei horas de fralda.

    ResponderEliminar