quarta-feira, 6 de fevereiro de 2019

Quando começam a querer escrever?

A Isabel começou há uns dois meses a ter curiosidade pelas letras e pelas palavras e pelos números. Sabia escrever o nome mas quis começar a escrever os nossos, os da Luísa e palavras ao acaso. É incrível como, de repente, já sabe desenhar quase todas as letras. Não puxámos especialmente por ela, mas sempre respondemos aos seus pedidos, nunca desvalorizámos. É uma brincadeira e um orgulho para eles. Para nós também, claro. Não deixam de estar a mostrar curiosidade e não deixam de nos mostrar que estão a crescer... tanto. Eu fui para a primária a saber o abecedário também mas porque aprendi com a Rua Sésamo. (🐥 foi o mais parecido com o Poupas que eu encontrei). Isso não fez de mim melhor aluna nem especial, mas também não me lembro de me sentir desajustada ou entediada, por isso, não me preocupa mesmo nada. Não acho caso para nós vangloriamos mas também não acho que se deva desincentivar (talvez consultasse algum especialista se visse frustração ou alguma obsessão e desinteresse por outras coisas, o que não é o caso, nem de perto). Contem-me os vossos casos! 



4 comentários:

  1. Aprendi a ler, sozinha, com quatro anos, graças à Rua Sésamo. Os meus pais são ambos professores, sempre tive muitos livros em casa e à vista. Claro que isso ajudou, mas nunca fui incentivada nem ensinada para tal. Chegada à primária, à primeira classe, frustração, já que a maioria dos meus colegas não sabia ler. Fazer os grafismos, linhas e linhas intermináveis com as letras i, e, u, m, etc, frustrou-me, ao ponto da minha mãe se preocupar. Para mim era um retrocesso. Contudo, esses meses infernais tiveram fim. Adorava a escola, principalmente na primária, excelente aluna a tudo menos ao que exigia desenhar e pintar. E sempre fui boa aluna. Aprender a ler e a escrever antes da primária não me prejudicaram em nada (se ignorarmos os primeiros meses da primeira classe), muito pelo contrário. Se for tudo feito e abordado com equilíbrio e sem pressões, não vejo problema.
    Vera

    ResponderEliminar
  2. Olá Joana! Eu sou educadora e digo-te que é normal, tal como era se ela se afastasse completamente das letras e dos números. Uma vez que o mundo está cheio de estímulos em código ( o caso das letras e dos números) ela como criança curiosa que é, está a descodificar o mundo. Há crianças com diferentes curiosidades e interesses e o dela foi por aí. E tens razão, se isso não causar frustração não tem mal nenhum. Apesar de algumas correntes pedagógicas irem contra o ensino das letras e dos números antes de uma determinada idade, a verdade é que para algumas crianças esta é uma descoberta natural e deve ser encarada assim, com naturalidade, sem insistir ou rejeitar. Naturalmente. Como outra brincadeira qualquer, pois é isso que é para a criança, nesta fase. Beijinhos e obrigada pela partilha.Pode ajudar outras mães.

    ResponderEliminar
  3. Por aqui, os livros sempre foram um interesse muito grande. Tenho vídeos dela com menos de um ano a virar cuidadosamente página a página as revistas e livros cá de casa. Começou a falar muito cedo e sempre teve mais interesse nas palavras do que em andar (começou a andar agarrada com um ano e meio). Aos 2 anos tirou-me um livro e pediu-me para lhe ensinar as letras. Comecei pelo A mas pedi ao pai para não incentivar muito por achar cedo de mais. Não valeu a pena, queria saber mais e pedia para aprender as letras. E pronto, fez 3 anos em Outubro e sabe desenhar a inicial dela, a minha, a do pai, a da avó paterna, a do avô paterno, a da tia e reconhece as iniciais (sem ainda as saber escrever) do resto da família e amigos. Em compensação, tive de ser eu a ensinar-lhe como subir para um sofá, para um escorrega, etc, porque nunca teve grande interesse em tentar sequer sozinha. Lá está, cada criança com as suas curiosidades e interesses. :)

    ResponderEliminar
  4. A minha piolha com 3 anos pedia á educadora para fazer as fichas com grafismos ( letras )...nem queria brincar, só queria aprender mais e mais...ficamos preocupados e falamos ao pediatra, que nos disse para mudar de escola, porque ela precisava de maior estimulo.Assim fizemos, quando a nova educadora nos deu os parabéns por ela com 4 anos saber escrever tão bem o nome inteiro fiquei ,,,UAU...para mim sempre foi normal, ela sempre demonstrou grande vontade de aprender coisas novas...sabe também as letras todas, sabe as inicias das palavras, já demonstra a vontade de unir as letras para ler...È assustador por um lado!sinal que está a crescer rápido demais :)

    ResponderEliminar