segunda-feira, 3 de outubro de 2016

Tudo não passou de um susto!

Estou tão feliz! Ainda bem que consegui não stressar muito com a questão do pé da Luisinha, porque teria sido totalmente em vão. Está tudo bem, é flexível, não oferece resistência aos movimentos, o tendão está okay. Tendencialmente vai para dentro mas assim que o manejamos ele assume a posição. Já tinha vindo a reparar, quando a punha "em pé", que ela até já conseguia por a planta do pé em contacto com o chão e, até antes da consulta de ortopedia, eu já andava mais descansada. Foi, de qualquer forma, uma excelente confirmação. Coração de mãe sereno (até à próxima) - check. 



Obrigada a todas pelas mensagens de apoio, conselhos, desabafos, histórias de sucesso desse lado. Há gente de garra por aí <3 e obrigada à futura grande médica que me enviou emails fantásticos e me ensinou uns exercícios muito bons [cada vez me surpreendo mais com as boas vibrações que há por aqui]


Sigam-me no instagram@JoanaPaixaoBras
e o @aMaeequesabe também ;)

7 comentários:

  1. Olá! O meu filho nasceu no mesmo dia que a Luisinha! elE também aguardo pela consulta de ortopedia no bospital para saber se há ou não algum problema com os pezinhos dele. Fui a um ortopedista no particular que me aconselhou umas massagens aos pés, pois não é nada grave. Mas só depois da consulta no hospital irei descansar! Entretanto, pode partilhar o que a médica a aconselhou? Beijinhos e felicidades

    ResponderEliminar
  2. Tão bom que foi só um susto! Fico mesmo feliz por estar tudo bem! :) Muitos beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Por aqui o Dinis também tinha a mesma postura, ainda antes de sair da maternidade a pediatra aconselhou-me a fazer exercicios para contrariar a posição dos pés e a verdade é que 3 semanas depois quase não há vestígios da posição in utero :) certamente não tarda já nem se nota! Beijinhos

    ResponderEliminar
  4. Joana, não vi o teu primeiro post sobre este tema e fiquei descansada de saber que está tudo bem.
    Acho que não deves mesmo stressar mas deves manter a vigília e fazer consultas de controlo a cada meio ano talve. Quando ela for mais crescida, já andar de um lado para o outro e tiver a caminhada mais orientada pode ser avaliada por um Podologista também se achares conveniente :)
    Se poder ajudar sabes que podes contar comigo. Beijinhos e não descures os exercícios que te ensinaram. São muito importantes.
    Joana Silva (A Podologista)

    ResponderEliminar
  5. Ainda bem. Essa consulta foi no hospital público?

    ResponderEliminar