6.17.2019

A quem dão as roupas que já não lhes servem?

Há imensa roupa que a Irene usou quando era bebé que está fechada na arrecadação e que, não sei explicar porquê, não consigo deitar fora. Quer dizer, imagino. É saber que o tempo não volta atrás e que fico ali com uma colecção de roupas que me garantem que ela já foi super pequenina e que já coube no meu braço direito. 

Acreditam que só agora me está a bater isto dela já ter sido bebé e de não voltar a ser? É nesta altura que se começa a pensar em ter mais bebés, não é? Não! Não quero. Agora não. Quem sabe um dia beba sidra suficiente, mas agora ainda me lembro muito bem de tudo, ahah. 

À medida que ela vai crescendo vou tendo maior facilidade em "livrar-me" das coisas. Pronto, é roupa. Acho que não tem a ver com o facto de nos termos tornado bloggers porque, honestamente, não tem revertido assim tanto em roupa... INFELIZMENTE! Continuo à espera dos senhores da Zara a baterem-me desesperados à porta do e-mail a dizer que precisam mesmo muito da nossa divulgação, mas... não. AINDA NÃO. Estou cheia de esperança, claro... 


Há uns meses dava a roupa ou emprestava (não sei como combinámos, haha) a roupa à filha de uma amiga minha. Agora tenho dado à Paula que vem limpar a casa. Ela diz que tem sempre gente a quem dar e eu fico contente. 

No entanto, se calhar, podíamos fazer aqui uma lista de sítios que recebam as "nossas" roupas e que elas cheguem aos sítios certos. Já vi demasiados documentários para não confiar em determinados métodos e, por isso, a ajuda "local" deixa-me mais confortável, mas digam de vossa experiência. Comentem aqui na lista. ;)

E, já agora, depois partilhem pela malta para quem estiver a fazer a revisão de roupa "da estação" também ficar inspirada e doar a roupa a quem precise. 



16 comentários:

  1. Eu dou a uma instituição de solidariedade que acolhe crianças em risco,da minha cidade.Vou lá diretamente entregar.Tambem ofereço a amigas com bebés.

    ResponderEliminar
  2. Tenho dois filhos com 9 e 10 anos. Felizmente desde sempre tive acesso a roupa dada e emprestada. Praticamente não compro roupa. Como tenho dois sobrinhos mais novos a roupa em bom estado segue normalmente para eles, passando depois para amigos.
    No meu grupo de amigos alargado há um género de rede em que a roupa passa de uns para os outros. Ainda recentemente vi o primeiro fatinho do meu filho mais novo num bebé de uma amiga e ela já não sabia de quem era originalmente.
    AS roupas de crinança, principalmente enquanto são bebés tem pouquíssimo desgaste... os salários em média do meu grupo de amigos não ultrapassam os 800 eur mensais, pelo que esta rede de amigos é sempre uma ajuda.
    (também vamos fazendo circular os carrinhos de bebé, cadeirinhas, parques, espreguiçadeiras, marsupios, banheiras de bebé, etc...)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tão bonito! Adorei! :)

      Eliminar
    2. Que bonito testemunho! Faz muito sentido essa rede em termos ecológicos! Também sempre partilhei a minha roupa, principalmente com as minhas cunhadas (tenho 4😂😂).

      Eliminar
    3. O máximo. Adorei. :)

      Eliminar
  3. Ou dou a amigas/colegas que precisam ou a uma associação que conheço.

    ResponderEliminar
  4. Elisabete5:59 da tarde

    Aqui são diretamente entregues num "sítio certo": rede de Casas-Abrigo da APAV.(https://www.apav.pt/apoios/index.php/accordion-a/vitimas-de-violencia-domestica/casa-de-abrigo)

    ResponderEliminar
  5. Banco do bebe da MAC, ajuda de berço, ajuda de mãe

    ResponderEliminar
  6. Tenho recebido imensa roupa para a minha miniatura,assim que deixava de servir dava à cruz vermelha aqui da cidade, mas entretanto pediram-me roupas para uma rapariga que não tem praticamente nada para a bebé dela e comecei a juntar para lhe entregar. Prefiro entregar diretamente a alguém que sei que vai usar, que deixar na cruz vermelha e não saber sequer se alguém que necessite a vai receber.

    ResponderEliminar
  7. Também queria saber ,onde dar..onde realmente é preciso,fico sempre com a sensação que vão parar a mãos "alheias" ...

    E ...
    Ahahaha..
    Trabalhei 16anos na Zara de criança.. e o Sr.nunca me "foi lá bater à portA" ...😉😉😊😊😅😅

    ResponderEliminar
  8. As roupas dos meus filhos (2 rapazes) que já não lhes servem, dou às primas que são mais novas. As peças que sejam muito "de rapaz" (por ex camisas, ou tshirts com o Hulk) não tenho a quem dar, por isso deixo naquelas caixas de recolha de roupa da Caritas.

    ResponderEliminar
  9. Costumo entregar aqui na delegação local da Cruz Vermelha, e também já me aceitaram um carrinho de passeio para o qual já não tinha uso (disseram que dá sempre jeito)!

    ResponderEliminar
  10. Dou toda a nossa roupa na paróquia de Alfornelos. Recebem todos os dias úteis entre as 17.30 e as 18.30 horas

    ResponderEliminar
  11. Associação Mães do mundo

    ResponderEliminar
  12. Neste momento eu estou a precisar de roupa para bebê ainda não sei o que é só daqui um mês mas aí da não tenho nada agradecia a quem podesses ajudar obrigada

    ResponderEliminar