Mostrar mensagens com a etiqueta quarto. Mostrar todas as mensagens
Mostrar mensagens com a etiqueta quarto. Mostrar todas as mensagens

sexta-feira, 31 de julho de 2015

A mãe sugere - Quarto dos Miúdos (#01)

É certo que o quarto da Isabel é o mais lindo de todos (post). Não é, mas gosto de muitos pormenores e foi das coisas que mais gostei de preparar antes da chegada. O quarto e arrumar a roupa, cheirosa, nas gavetas, por tamanhos e cores. Ficou como eu queria, simples, com tons neutros para os primeiros anos, para não cansar muito.

Mas o Pinterest dá comigo em louca! Vejo com cada coisa linda que me dá vontade de ter 10 filhos (e dinheiro, já agora) só para ter 10 quartos diferentes (estou a ser irónica, ok?).

Tanto gosto de um estilo mais romântico e vintage, como do estilo escandinavo (então para rapazes, adoro!). Gosto de quartos maioritariamente brancos (dava um dedinho para ter um dia chão branco em casa), com detalhes de cor, mas também gosto de quartos coloridos, preferencialmente em tons pastel.

Ficam as sugestões para quartos de miúda coloridos, com cores pastel ou com cores vivas:







Gosto especialmente deste, em tons pastel e com a minha cor preferida: verde-água. 











 













Gostam de algum?

As próximas sugestões serão de quartos de miúdo, a preto e branco, com alguns detalhes de cor. :)

quinta-feira, 9 de julho de 2015

A nossa poltrona

Já antes de saber se ia amamentar ou não, etc., sempre imaginei o quarto dum bebé com uma cadeira de baloiço ou uma poltrona. Na esperança de amamentar, investimos nisso (isto é: um dos avós ofereceu) e escolhemos esta no Ikea. Melhor coisa de sempre. Óptimo apoio nas costas, braços super úteis, os gatos não se passam com ela e não a arranham feitos fãs do Justin Bieber quando viram há pouco tempo que ele pôs uma fotografia do rabo no instagram. 

Foi a minha melhor amiga muito tempo. Passei a Irene para o quarto dela no 2º dia e passei muitas horas nesta cadeira. A dormir, acordada, meia a dormir ou meia acordada... E ainda passo. É o meu sítio preferido para lhe dar de mamar. E a primeira mamada da manhã que ficamos as duas na ronha a fazer festinhas uma à outra também é lá. 

Parte da nossa história é esta poltrona. Bem escolhida que, depois do próximo, virará uma cadeira para a sala, provavelmente para o Frederico se sentar e envelhecer lá mais um bocadinho. ;)

Invistam numa boa cadeira para o quarto. Para os adormecer, para dar mama e para os adormecer, para lhes dar mama, para miminhos... o que for. Uma boa cadeira, porque nunca devemos ter pressa nesses momentos e, por isso, temos de estar confortáveis. 













Poltrona - Ikea

T-shirt - Zara

Macacão - Laçarote

Autocolantes armário - Não me lembro (mas ninguém tinha reparado neles que eu sei)

Ilustração panda na parede - Marydoll

Pá - Ikea

Body no chão - Jumbo

Filha - Da mãe e do pai.


sábado, 4 de abril de 2015

O quarto da Isabel é o mais lindo de todos.

Toma, toma, toma! Quem o diz é quem é. Mas o ar não é de todos, ultimamente tem sido só do cocó da Isabel.
Onde é que eu ia mesmo? Ah! Para o quarto da Isabel, que eu andei a idealizar quando estava grávida, a mesma altura em que adorava passar a ferro as roupinhas (prova de que as hormonas ficam doidinhas de todo...), a dobrar tudo com carinho, a projectar e a sonhar.




Este era o quarto antes da Isabel. Não que esteja muito diferente agora (tirando quando fica de pantanas), mas fui mudando os bibelots, foram oferecendo coisinhas e o quarto foi ganhando vida.




Almofadinhas - Laracol Baby





Aguarela com os dados do nascimento (adorei!!!) - Mirtilo for babies
Letras nome em madeira (chegaram hoje!) - Molde Weddings
Moldura Love - Casa




Cozinha - Imaginarium
Luz de presença -  Roda Nova
Torradeira - Pingi ao Cubo




Cavalo de madeira - Pingi ao Cubo
Moldura coração - Chineses



Os livros e brinquedos estão na prateleira de baixo do trocador, ao alcance dela. E o que é que eles fazem neste post sobre decoração - que só escrevi porque sou muito vaidosa?
É para verem como eu sou uma mãe super interessada em que ela fique uma pessoa intelectualmente elevada. (Hahaha)

terça-feira, 17 de março de 2015

Alguém tem de o fazer



Já que a minha mãe me faz umas comidas de bosta e o meu pai só sabe ir buscar sushi, alguém tem de cozinhar nesta casa.

Mesmo que seja vestida à dançarina de can-can e com um laço maior que a minha cabeça - a minha mãe ainda não percebeu que é por causa do peso do laço que eu vou tantas vezes com a cara ao chão e até já entortei um dente - eu tenho muito estilo a cozinhar e dispenso aventais. Ouvi a minha mãe dizer que só me pôs estas meias até ao joelho aqui em casa porque temos o aquecimento ligado, espero bem que ela não se ponha a inventar e não me leve para a rua nestes preparos.
Das duas uma: ou eu me transformo numa Liliane Marise e vou adorar estes folhos e laços ou então nunca mais a vou perdoar por me vestir assim. Vou andar de calças largas e pullover até aos meus 80 anos, que ela vai ver.




Apetecia-me esconder-me dentro da gaveta, mas não estou a conseguir.









Este foi o presente do meu primeiro aniversário e finalmente vou passar a alimentar-me decentemente nesta casa, mas terem-me dado esta cozinha ou um penico era quase igual. No entanto, a minha mãe não resiste em encher o meu quarto de tralha cor-de-rosa e tenho a certeza de que estava já a pensar nestas fotos quando a comprou.

Vaidosona ela? Nãaaaao, que ideia!

Como as bloggers à séria fazem 
(que, ao contrário da minha mãe, são espertas e pinga na conta bancária delas): 
cozinha Imaginarium
 tapa-fraldas INNY - Kids Wear
laço Little i

domingo, 11 de janeiro de 2015

Era uma vez um cavalo...

... que vivia num lindo carrossel. É esta a canção que lhe canto enquanto ela anda no cavalinho que lhe comprei, na Pingi ao Cubo.
Quando estava internada no SFX, uma das coisas de que mais gostou na salinha das brincadeiras foi andar no cavalo de madeira. Um sorriso de orelha a orelha que me fazia esquecer do sítio onde estávamos a passar o Natal.


Gosta tanto que quando paro de baloiçar, dá guinadas para tentar que aquilo abane. De chorar a rir! Até já arrisca e tira uma mão, as duas... enfim, tem uma kamikaze dentro dela.

Como dizia uma amiga, um cavalinho de balouço já fez muitas crianças felizes. Sou uma romântica e quero acreditar que a Isabel vai ser feliz com estas coisas e não com tablets e telemóveis. Utopia, eu sei... mas no que depender de mim, vai brincar muito!



Uma peça tão simples e tão bonita. Como já devem ter reparado, sou a mãe mariquinhas do cor-de-rosa e branco e dos detalhes. O quarto da Isabel foi namorado e pensado ao pormenor uns meses antes dela nascer, mas ainda está em construção (acho que vai estar sempre, e talvez mais em desconstrução, já que ela adora mandar tudo ao chão).
Mostro-vos só mais umas mariquices pelas quais me apaixonei.
A luz de presença mais bonita de sempre (foi a avó Béu que ofereceu)
A torradeira mais fixe de sempre (da Pingi ao cubo)
A torradeira veio agarrada ao cavalinho. Estava na loja a chamar por mim e não resisti.

O anjinho da guarda

Bibelots no armário